segunda-feira, 19 de novembro de 2007

O Sangue Real.







Vivemos desde 1143 até 1834 - com a excepção da monarquia dos Habsburgo e da orgia maçónica violenta despoletada em 1820/8 - sob as mesmas Leis Fundamentais e o mesmo Sistema de Governo Monárquico, evoluído de acordo com o princípio da História. Nele formámo-nos como Estado, e como Nação Civilizadora de um Mundo que criámos à nossa imagem.

Depois dessa alteração contra-natura, o abjecto liberalismo monárquico, advém o seu fruto: o assasinato do Rei, um inocente desprevenido morto, indecorosamente, à queima roupa, em nome da democracia jacobina totalitária e revolucionária que naturalmente se segue à ideologia vomitada pelos ingleses e franceses.

Surge agora uma página que vem por a nu esse acontecimento que deve envergonhar esta Nação pacífica:

http://www.regicidio.org/

Louis XVI pediu, antes de ser executado na guilhotina, que o seu sangue não caísse sobre as cabeças dos franceses. Porém, eu peço que o Sangue Real de um homem que foi morto pela tirania (apesar de Rei Liberal, produto da circunstância) faça este povo cair em si e perceber que séculos de uma existência valem muito, muito mais do que estes quasi cem anos de uma república falhada!

Menestrel

5 Comments:

At 20/11/07 18:57, Anonymous Pepita azul said...

Agora até já entulham a Praça do Comércio (antigo Terreiro do Paço, como não me canso de chamar), com actores e actrizes para simular o regicídio e, fazer daquilo um espectáculo para o bom português ver... Comentam e manifestam-se com estridentes gargalhadas sem terem o menor conhecimento do impacto que aquele "simples" episódio da História Portuguesa teve para os nossos dias.
É como dar pérolas a porcos...

 
At 20/11/07 21:20, Anonymous monarquicoaserio said...

nem mais!

 
At 20/11/07 21:54, Anonymous menestrel said...

Cara Pepita:

Pela minha parte, creio ser extremamente importante que se divulgue o Regicídio, para que o povo saiba em que bases se fundeou a república: no sangue de inocentes e, entre estes, do Rei, da figura paternal do Estado (embora com os liberais isto seja discutível - para mim não é).

Por outro lado, não sei de que maneira o acontecimento está a ser tratado, segundo diz sem a devida gravidade e dignidade! Se assim o for, é mais uma vergonha.

Agora de "simples" episódio histórico, o Regicídio nada tem. É algo que nós devemos gravar na memória colectiva como a loucura jacobina repetida de ingleses e franceses... Enfim. Como escreve: "... porcos"!

Cumprimentos a ambos.

 
At 26/11/07 10:53, Blogger PintoRibeiro said...

http://suckandsmile.blogspot.com/2007/11/o-sis-e-o-nelito-unidos-jamais-sero.html

 
At 28/11/07 10:06, Blogger Bernardo Kolbl said...

Um abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home